Google+ Badge

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

BULLYING


 Noticiários da TV nos mostram todos os dias a violência de todos os tipos e em todas as camadas da sociedade, na minha formação Psicopedagógica e em contatos com vários outros profissionais da área, ficamos estarrecidos  com as notícias sensacionais e muitas vezes instigando ainda mais a violência entre os jovens e adolescentes. 

Iremos falar sobre o BULLYING , principalmente no meio estudantil.
O Termo bullying, vem do inglês bully, que significa valentão. O Bullying não é uma invenção de hoje. Sabemos que vários leitores, na sua infância podem ter passado por esse tipo de agressão. Mas a verdade é que atualmente mais especialistas se debruçam sobre este tema para encontrar alternativas de combate ao Bullying.

Podemos defini-lo como uma ameaça, intimidação e humilhação. É uma das formas de violência que mais cresce e atinge principalmente as crianças e adolescentes. Geralmente os alvos são crianças e jovens com baixa auto-estima e retraídos. Pode ocorrer com aspectos religiosos, culturais, físicos entre outros.

O ambiente escolar é na maioria das vezes o mais propício para esse tipo de problema.

Psicólogos,Psicopedagogos e outros Educadores vêem desenvolvendo estudos para apontarem alternativas para evitar o Bullying.

Essa violência que pode ser física ou psicológica se concretiza  atos intencionais e e repetitivos, praticados por pessoa, ou grupos de indivíduos, com a finalidade de agredir, intimidar ou humilhar outra pessoa ou grupo, que geralmente não conseguem se defender de tal agressão.

Os pais têm um papel fundamental no combate ao Bullying, Primeiro a instrução bíblica "Ensine a Criança no caminho em que  se deve andar...' Pv 22.6, Pois ficar atentos a quaisquer sinais de alteação de comportamento de seus filhos. Atentos quanto á possibilidade de terem seus filhos vitimas, ou até mesmo, quanto à possibilidade de seus filhos estarem vitimando alguém.

Qualquer comportamento agressivo de seu filho, deve ser observado com atenção, pois essa agressividade pode  estar sendo exercida também fora de casa.

Tão importante quanto saber que seu filho não  é vítima de Bullying, é saber que ele não faz o mesmo com nenhum de seus amigos de escola.

O diálogo diário com os filhos nos dá várias pistas. ao perguntar sobre o seu dia na escola, deve-se analisar as expressão e o olhar da criança. Observar se este assunto os deixam felizes ou tristes, se estão com medo ou indiferentes. Essa atenção é muito importante. Isolamento, baixo rendimento escolar, briga entre irmãos, baixa-estima, hematomas no corpo, pavor ou medo da escola, não querer falar da escola ou dos amigos da escola, podem ser alguns indícios.

O Bullying deixa sequelas por vários anos na vida de uma  criança. São frequentes notícias sobre esse tipo de agressão, que nunca acabam bem e que por vezes levam ao suicídio.

Por isso pais, professores, diretores de escolas e toda sociedade devem estar atentos. Os Pastores,  devem orientar o seu rebanho sobre este assunto, caso não tenha informação ou não sabem como desenvolver o tema convide especialista da área da Psicologia, Psicopedagogia etc, em sua igreja deve ter alguém com essa formação, se não convide de outra igreja e ou um colega  de ministério com  tal formação.

Todos juntos no combate ao Bullying.

Forte abraço a todos e fiquem na Paz de Cristo

                 
  
                                                    



                                                                 Prof. Lopes 
                                              Psicopedagogo -             (11) 3976-4397       - 7452-0677
                                                       Blog. prjoselopes.blogspot.com


{Aconselhamento - Treinamento - TDAH - Desenvolvimento Cognitivo - Treino e Prescrição de Apoio - Orientação Profissional - Consultorias}

PASTOR MARCADO PARA MORRER NO IRÃ


 
Carta enviada pelo Pr. Pedro Moura, com as últimas notícias do pastor Yousef Nadarkhani,

"marcado para morrer", mas Deus pode livrá-lo, em atendimento ao clamor de seu povo.

                Ajude a divulgar este pedido de oração intercessória.
                                                           Que você acha deste caso?
-------Mensagem original-------
 
Data: 11/10/2011 14:50:48
Assunto: Ultimas Notícias do Pastor Yousef

Fonte: Amigos Batistas
 
Queridos irmãos
 
Acabei de receber a mensagem abaixo da CSW, que traduzo para os irmãos:
 
Querido Pedro.
Por favor, veja abaixo as notícias mais recentes sobre o Pastor Nadarkhani. Apreciamos muito o trabalho que o irmão está fazendo, conclamando irmãos a sustentarem esta causa em oração. Que Deus o abençoe.
CSW
 
     IRÃ, 10/OCT/2011. Recentes apelos internacionais, como o seu, pedindo a libertação do Pastor Nadarkhani foram encaminhados ao Líder Supremo do Irã. O Conselho da União Européia emitiu uma declaração sobre a situação dos Direitos Humanos no Irã, incluindo apelo para a libertação de Yousef Nadarkhani, pastor da Igreja no Irã, que enfrenta possível execução penal por apostasia.

     Em um comunicado divulgado hoje, The Foreign Affairs Council (o Conselho de Negócios Estrangeiros) lamentou a "repressão generalizada dos cidadãos iranianos, incluindo defensores dos direitos humanos, advogados, jornalistas, cineastas, ativistas mulheres, blogueiros, pessoas pertencentes a minorias étnicas e religiosas e membros da oposição", e apelou por "libertação imediata e incondicional de todos os detidos por estas razões, incluindo Youcef Nadarkhani". A declaração também anunciou o reforço das medidas restritivas da União Européia contra as pessoas responsáveis ​​por graves violações dos direitos humanos no Irã, acrescentando 29 pessoas à lista dos que já são alvos de um congelamento de bens e proibição de vistos.

     Em 09 de outubro o arcebispo Desmond Tutu também falou em nome do pastor, apelando "para as autoridades iranianas que libertem Yousef Nadarkhani, e permitam que ele e todos os outros membros de minorias religiosas no Irã possam adorar a Deus ... Forçar alguém a renunciar sua fé é forçá-lo a renunciar a Deus. Portanto, é uma violação total dos valores humanos universais e religiosos".

     Estas declarações vêm em meio à notícia de que o caso do pastor foi passado para o líder supremo, o Aiatolá Ali Khamenei Hoseyni, autoridade máxima política e religiosa no Irã. Encaminhamentos de processos judiciais para este Líder Supremo são raros, e, certamente, isso vai causar o retardamento da emissão do veredicto, por escrito dos juizes, sobre o recente julgamento dos dias 25-28 de setembro.

     Falando em nome da advocacia do CSW, seu diretor Dr. Andrew Johnston disse: "A CSW saúda a recente declaração do Conselho da União Europeia e é grato pela intervenção do arcebispo Desmond Tutu. Nenhuma conclusão pode ser extraída dos últimos andamentos do caso, e a vida do pastor continua a correr perigo. Por isso, peidmos que continuem apelando por sua libertação. Até que o veredicto escrito seja emitido, não deve haver trégua na pressão internacional".
 
 
10 October 2011
IRAN: FRESH INTERNATIONAL CALLS FOR NADARKHANI RELEASE AS HIS CASE IS PASSED TO SUPREME LEADER
The Council of the European Union has issued a statement on the human rights situation in Iran that includes an appeal for the release of Yousef Nadarkhani, the Church of Iran pastor who faces possible execution for apostasy.

In a statement released today, the Foreign Affairs Council deplored the “widespread repression of Iranian citizens, including human rights defenders, lawyers, journalists, film makers, women’s activists, bloggers, persons belonging to ethnic and religious minorities and members of the opposition,” and appealed “for the immediate and unconditional release of all those detained on these grounds, including Youcef Nadarkhani.” The statement also announced the reinforcement of the EU's restrictive measures against persons responsible for serious human rights violations in Iran, adding 29 persons to the list of those already targeted by an assets freeze and a visa ban.

On 9 October Archbishop Desmond Tutu also spoke out on behalf of the pastor, appealing “to the Iranian authorities to free Yousef Nadarkhani, and allow him and all other members of minority religions in Iran to worship God… Forcing anybody to renounce his or her faith is an utter violation of our universal human and religious values, and a renunciation of God.”

The statements come amidst news that the pastor’s case has been passed to Supreme Leader Ayatollah Ali Hoseyni Khamenei, the ultimate political and religious authority in Iran.  Referral of court cases to the Supreme Leader is rare, and will almost certainly cause a further delay to the issuing of the written verdict from the recent trial of 25-28 September.

CSW Advocacy Director Andrew Johnston said, “CSW welcomes the recent statement by the Council of the European Union and is grateful for Archbishop Tutu’s intervention.   No conclusions can be drawn from the latest developments in the case, and the pastor's life remains in the balance.  We therefore urge continuing petitions for his release.  Until a written verdict is issued, there should be no let-up in international pressure.”