Google+ Badge

sábado, 31 de agosto de 2013

SÍNTESE FILOSÓFICA (Prof. Lopes)

FILOSOFIA – UTILIDADE
BUSCA DO CONHECIMENTO RACIONAL +/- 1000 a.C


Estímulo do pensamento;
Questionamento;
Descoberta;
Ampliação continuada do conhecimento;
Desmascarar a verdade absoluta;
Enriquecer sua visão de outras hipóteses de vida ou crenças;
Levantamento de diversas hipótese ou verdade;
Refletir sobre algo;
Postura crítica
Como devo agir.

Para Aristóteles a Física partiu da Filosofia que busca compreender a essência das coisas materiais constituídas pelos quatro elementos (Ar, água, terra e fogo), que se encontram em constante movimento retilíneo em direção ao centro da terra ou em sentido contrário a ela.

O movimento é compreendido como a transição do corpo em busca do estado de repouso, que é o seu lugar natural. Dessa forma, os corpos pesados como a terra e a água, tendem para baixo, para o centro. Pois este é o seu lugar natural.

A CIÊNCIA NA IDADE MÉDIA

A ciência medieval seguiu o modelo o pensamento greco-romano, ou seja, foi uma ciência “contemplativa”, desligada do técnico.

A idade média desprezou o trabalho manual. A natureza dentro dessa concepção o homem pensava “religiosamente” na sua existência e o mundo que o cercava.

Na Teologia medieval, a igreja romana, era a autoridade máxima em matéria do conhecimento humano. A Filosofia estava profundamente ligada ao pensamento Teológico.

A REVOLUÇÃO CIENTÍFICA

A Revolução Científica teve início no século XVII, no período que seguiu o Renascimento Cultural.

ALGUNS ACONTECIMENTOS DESSE PERÍODO

·        Surgimento da burguesia e das primeiras cidades;
·        Surgimento de um modelo econômico – o capitalismo.

O homem que surge neste período histórico, quer pensar por si mesmo, sem a intervenção da igreja, da religião ou das autoridades antigas. Então, ocorre a “Secularização do pensamento-centralização do pensamento”
·        Secularização – Pensamento não religioso, é o olhar pelos olhos da razão e não mais pelos olhos da religião.

PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS OU DESCOBERTAS NO PERÍODO DENOMINADO “REVOLUÇÃO CIENTÍFICA.

·        Galileu Galilei – Confirma a hipóteses do heliocentrismo. O sol é o centro do Universo.
·        Inquisição Religiosa – a igreja obriga àqueles que pensavam diferente aos seus ensinos a se retratarem publicamente.
·        A Física introduz o uso da experimentação e da matematização de suas pesquisas.
·        No século XVII – surge a Química
·        No século XIX – surge as ciências biológicas e a medicina.
·        No século XIX – surge a sociologia com August Connt – foi o pai do positivismo – corrente filosófica, que valorizou a ciência – o cientificismo – o que se pode conhecer da realidade e agir sobre ela.
CONCLUSÃO: O cientificismo predomina até hoje, ou seja, a crença nas potencialidades cientificas para a solução de todos os problemas humanos.


PRINCIPAIS PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA

FILOSOFIA ANTIGA: é o período do nascimento filosófico, nos séculos VII e VI a.C, com Tales de Mileto.
Surge nesse primeiro momento o chamado Período Clássico da Filosofia. Com os Filósofos mais importantes da Grécia Antiga: Sócrates, Platão e Aristóteles.

Com esses Filósofos os temas da Filosofia passaram a ser: Ética, Política, dentro de outros assuntos relacionados nas questões humanas.

Sócrates, Platão e Aristóteles, eram Filósofos que acreditavam na capacidade da razão em bem dirigir a vida humana. Pensando e refletindo o homem chegaria ao conhecimento da verdadeira essência de todos os assuntos.
FRASE: “Avida não refletida, não merece ser vivida”.

Esses filósofos refletiram sobre todos assuntos relacionados à vida humana, buscando definir corretamente todos os assuntos, afim de alcançar um correto entendimento da vida. O que é a verdade? O que é a justiça? O que é o amor? O que é a política? Qual é a melhor forma de governar?
Qual era o método desses filósofos para buscar a verdade, ou seja, para pensar corretamente? “O diálogo”. Por meio do diálogo na Grécia chamado de “dialética” aperfeiçoaram o pensamento, buscando ideias sobre os assuntos que queriam conhecer.

O pensamento não é correto, quando não há contradição, pois uma coisa não pode ser e não ser ao mesmo tempo. Ou é ou não é.

Para Platão, a vida para ser bem vivida, deveria ser dirigida pela razão: “Pensar bem para viver bem”.
O melhor caminho para seguir era o que nos conduziria para o mais alto. Ou seja, para os melhores objetivos.
Platão, via a realidade do mundo dividido em duas partes: físico ou material e a parte invisível ou espírito.
Denominamos essa divisão da realidade do mundo em dicotomia.

                             Mundo físico real.
Dicotomia:
                              Mundo espiritual ideal 

Para Platão, tudo o que é material é imperfeito, pois não permanece sempre idêntico a si mesmo.

FILOSOFIA DA RELIGIÃO

Desde que o homem se diferenciou do animal, tornou-se religioso ou seja, ele percebeu que na natureza havia algo além da realidade e, em si mesmo, algo que estava além da morte.
Durante milhares de anos esse sentimento se deturpou de maneira estanha. Para certas raças ele não podia ira além da crença em feiticeiros, sobre a forma primitiva, que ainda hoje encontramos em certas regiões da Oceania e entre alguns povos, o sentimento religioso culminou nas violentas cenas de sacrifícios humanos que formaram o caráter da Antiga Região.

Outros países principalmente no Continente Africano não ultrapassaram o fetichismo, ou seja, a adoração de um objeto material a que se atribuíram poderes sobrenaturais.

Ernest Renan-1861, Em sua literatura, reconheceu o Ser humano como Ser religioso. E que a religião passou por diferentes estágios.

Quando estudamos Filosofia da Religião, devemos ter em mente que o conceito de Deus foi um dos primeiros problemas filosóficos. Muitos sistemas dependem desse conceito para o seu desenvolvimento.

ARGUMENTOS RACIONAIS PARA PROVAR A EXISTÊNCIA DE DEUS.


Lembre-se: Os argumentos racionais são as construções racionais do pensamento, da reflexão.
Deus existe porque ELE é o princípio de tudo, a criação não pode ter vindo do nada.
Deus existe porque todos os povos têm uma religião.

ARGUMENTOS EMOCIONAIS
Para provar a existência de Deus. Os argumentos emocionais são aqueles que dependem do sentimento, da subjetividade, da intimidade de cada pessoa.
Deus existe porque posso senti-lo no coração.
Deus existe porque acredito que ELE existe.

Os primeiros filósofos gregos explicaram a existência de Deus quando buscaram uma causa para a existência do mundo. Deus é a causa do mundo.

PLATÃO – Deus é o criador do mundo, antes do mundo existir, havia ideias perfeitas e eternas, as quais por bondade divina, foram copiadas na matéria, embora as cópias não sejam perfeitas.


BIBLIOGRAFIA
 CHAUI, Marilena.  Filosofia série Novo Ensino Médio. Volume Único- São Paulo, Editora Átioca,2004
_______, Introdução à História da Filosofia – dos Pré-socráticos a Aristóteles, Volume 1. São Paulo Cia da Letras.

COTRIM, g. Fundamentos da Filosofia: História e Grandes Temas. São Paulo, Editora Saraiva, 7ªEdição, 2005

Larousse Cultural. Grande Enciclopédia, Volume 22, 1998





O USO DO GINSENG AJUDA NA MELHORA DE PACIENTES ACOMETIDOS COM CÂNCER e SOBREVIVENTES AO TRATAMENTO

Pacientes com câncer e sobreviventes de tratamentos de câncer, muitas vezes se sente muito cansado ou preguiçoso, mas depois de usar suplementos de ginseng por dois meses, os participantes indicaram que eles notaram uma melhora significativa em sua condição. Autor do estudo, o Dr. Debra Barton, da Clínica Mayo em Rochester, Minnesota, disse que quase todos os pacientes com câncer pode experimentar fadiga e este sentimento pode durar vários anos.
Normalmente, os pacientes muitas vezes optam por suplementos como a coenzima Q-10, L-carnitina e guaraná, mas tem estudos que suportam os efeitos obtidos.
A resposta foi analisado em 364 doentes com fadiga associada a cancro. Um grupo de pacientes recebeu 2,000 mg diários de Wisconsin ginseng, durante oito semanas, enquanto o outro grupo utilizado um placebo. Ambos os grupos responderam a questionários com uma escala máxima de 100 pontos, e todos os pacientes começaram a prova com 40 pontos.
Verificou-se que após oito semanas grupo tratado ginseng aumentada em testes de 20 pontos em comparação com 10 que o grupo de controle fizeram. Não houve efeitos adversos, como náuseas, vômitos e ansiedade.
Dr. Catherine Alfano, vice-diretor do Instituto de Oncologia Pacientes Survival National Cancer Institute, Bethesda, Maryland, indica que o ginseng age contra inflamações ", e pensei que a inflamação explica a fadiga associada com o câncer."
O estudo foi publicado no Journal of the National Cancer Institute.