Google+ Badge

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Consolo Para os Deprimidos.




     "Toda a criação junta persiste em gemer e junta está em dores até agora" (Romanos 8:22). O Sofrimento humano era grande quando isto foi escrito há mais de 1.900 anos. Muitos se sentiam deprimidos. Portanto, foi dito aos cristãos. "Falai consoladoramente às almas deprimidas". 1 Tessalonicentes 5:14.

      Hoje, a aflição humana é ainda maior, e mais pessoas do que nunca estão deprimidas. Mas deveria isto nos surpreender? Não, pois segundo a Bíblia estamos nos "Últimos dias" e ela os chama de "tempos críticos, difíceis de manejar". 2 Timóteo 3:1-5. Jesus Cristo predisse que nos últimos dias haveria "vistas aterrorizantes". Lucas 21:7-11; Mateus 24:3-14.

     É com as pessoas ficarem deprimidas quando sentem prolongada ansiedade. Medo, pesar ou outras emoções negativas. A causa da depressão ou de profunda tristeza pode ser a morte de um parente, o divórcio. A perda do emprego ou uma doença persistente. As pessoas também ficam deprimidas quando desenvolvem sentimentos de inutilidade, quando acham que são um fracasso e que decepcionam a todos. Uma situação estressante pode devastar a qualquer um, mas quando a pessoa desenvolve sentimentos de desesperança e não consegue ver uma saída da situação ruim, o resultado pode ser a depressão profunda.

Quando Ninguém Mais Ficará Deprimido

    Ao descrever as coisas terríveis que viriam sobre a Terra nos últimos dias, Jesus acrescentou. "Quando estas coisas principiarem a ocorrer, erguei-vos e levantai as vossas cabeças, porque o vosso livramento está-se aproximando." Lucas 21:28.

    Jesus fala sobre o livramento é conseqüente entrada no novo mundo de Deus, onde "a própria criação também será liberta da escravização à corrupção e terá a liberdade gloriosa dos filhos de Deus".  Romanos 8:21.  Também Apocalipse 21:3,4   "Enxugará dos seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem clamor, nem dor. As coisas anteriores já passaram". (Colaboração por email de Jefferson..)

quinta-feira, 24 de novembro de 2011


O que é transtorno do pânico?


O Transtorno do Pânico é considerado um transtorno de ansiedade que é caracterizado por crises de intensa ansiedade e medo. Normalmente tais crises são repentinas e inesperadas e uma vez que a pessoa vivencia uma crise, ela fica com medo de ter novas crises, desenvolvendo nela o “medo de ter medo” novamente.

As pessoas que já passaram por uma crise de pânico sabem o quanto ela é desconfortável. A pessoa que apresenta a crise do pânico tem a sensação, no momento da crise, de estar morrendo ou tendo um ataque cardíaco por causa dos seguintes sintomas: taquicardia, sensação de falta de ar, sensação de aperto no peito, formigamento nas extremidades, calafrios ou ondas de calor, enjôo, sensação de estar perdendo o controle ou de estar ficando louco, sensação de desmaio, sudorese difusa (no corpo todo) ou localizada (mãos e pés), despersonalização (a pessoa tem a sensação de não ser ela mesma, sensação de sair do seu próprio corpo; esta sensação pode acontecer com pessoas ansiosas no momento ou fora do momento de crise do pânico) ou desrealização (sensação de o ambiente em volta ser ou estar diferente). Apesar da sensação de morte iminente, ataque cardíaco ou enlouquecimento, o pânico não mata ninguém! Mas é importante que, apresentando estes sintomas, a pessoa consulte um médico e se submeta a exames cardíacos e neurológicos para que qualquer possibilidade de presença de problemas físicos seja descartada.
Uma característica fundamental que diferencia um ataque de pânico de um ataque cardíaco ou enlouquecimento é o medo. Quando temos um ataque cardíaco ou surtos psicóticos, não há a sensação de medo envolvida, e no pânico sempre haverá o medo presente.
O ataque de pânico é autocontrolável, ou seja, por mais que você não faça nada para que ele termine, o próprio corpo fará com que ele cesse. Isto acontece porque quando o coração dispara e sentimos a taquicardia e a conseqüente falta de ar (sistema nervoso simpático funcionando), isto se torna um alerta para que o sistema nervoso parassimpático entre em ação, fazendo com que os movimentos do coração diminuam e sejam novamente equilibrados e isto faz com que muitos outros sintomas – falta de ar, formigamento, dor no peito, etc. – desapareçam. Por isso, não fique preocupado se não conseguir controlar o pânico porque o seu próprio corpo entrará em ação!
Aqui vão algumas dicas para quando você sentir que vai ter uma crise de pânico ou se você estiver tendo uma:
1) Primeiro de tudo, respire fundo, inspirando e expirando lentamente. É comprovado cientificamente que o exercício da respiração corta as crises de pânico em quase todos os casos! Isto acontece porque um dos sintomas na crise do pânico é a taquicardia, ou seja, a aceleração do coração, que nos dá a sensação de que vamos morrer, ter um ataque do coração ou nos descontrolarmos. Mas isto não acontece na crise do pânico; é só uma sensação! E quando respiramos lentamente, a respiração regula novamente os batimentos cardíacos, fazendo com que a os batimentos cardíacos voltem ao normal e, desta forma, diminua a sensação de falta de ar, de sufocamento e outras coisas ruins que sentimos quando temos o pânico.
2) Procure concentrar-se em alguma coisa fora de você quando sentir que terá o pânico ou se já estiver tendo. Olhe para alguma coisa que esteja acontecendo ao seu redor e preste atenção naquilo. Quando temos o pânico, a nossa tendência é de nos concentrarmos muito em nós mesmos, no que estamos pensando, no que estamos sentindo e quando desviamos a nossa atenção para algo fora de nós mesmos a sensação do pânico vai diminuindo. Faça isso junto com a respiração.
3) Aceite a sua ansiedade! Quando temos o pânico podemos não aceitar que estamos ansiosos e quanto mais pensarmos “eu não posso estar ansioso”, acabamos nos sentindo mais ansiosos ainda por percebermos que a ansiedade não vai embora!
4) Quando se sentir muito ansioso e com pânico, chame alguém e peça para que fique com você por alguns minutos. A companhia de alguém nestas horas pode ser importante para nos sentirmos melhor. As crises de pânico duram poucos minutos e não matam, por mais que a sensação seja a de que você vai morrer!
Pessoas com Transtorno do Pânico podem freqüentemente desenvolver o que chamamos de Agorafobia. Agorafobia também é um transtorno de ansiedade que faz com que a pessoa evite permanecer ou até mesmo ir a lugares ou situações nos quais qualquer escape – no caso de ter pânico ou algum mal estar – seria difícil ou embaraçoso. A pessoa que já viveu ataques de pânico pode desenvolver também o medo de ir a lugares onde ela já teve o ataque de pânico anteriormente. Por isto, o Transtorno do Pânico pode prejudicar a vida profissional, social e estudantil da pessoa envolvida. Caso ela tenha um ataque de pânico no ambiente de trabalho, o medo de voltar àquele lugar pode ser grande o suficiente para que a pessoa não queira mais ir até lá. Isto pode fazer com que os pacientes com o pânico fiquem dependentes de outras pessoas para saírem de casa ou fazerem quaisquer atividades nas quais o medo de ter o pânico esteja presente.
Portanto, se você está com o Transtorno do Pânico procure ajuda especializada e adequada de um psiquiatra e um psicólogo. É possível que nos meses iniciais seja necessário o uso de algum medicamento, dependendo do grau da ansiedade, para que a ansiedade muito alta – que faz com que os ataques de pânico aconteçam – seja controlada e a pessoa volte às suas atividades normais. Mas é importante também que, além do medicamento (que normalmente é temporário), a pessoa procure entender e trabalhar com possíveis conflitos que estejam contribuindo para esta ansiedade. A ajuda do psicólogo, neste caso, é fundamental.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Primeiros Passos de Discipulado Frente Missionária em Vila União

Estas  Fotos são apenas uma pequena demonstração do Trabalho de Evangelismo e discipulado da IBAFO - Igreja Batista em Freguesia do Ó em parceria com JMN - Junta de Missões Nacionais, onde que o Pr Lopes e Mis. Elisete estão atuando desde julho de 2011, (foto acima)  prestando serviço no Reino, treinando toda a membresia da IBAFO, tendo em média 20 irmãos e irmãs na linha de frente para assim darem continuidade a plantação de Igrejas em outras localidades deste Distrito de Freguesia do Ó/SP.


Um dos Líderes ( Ir/prof. Nico) em treinamento de plantação já atua na Comunidade Spama neste mesmo Distrito, trabalhando com cerca de 30 crianças, minsitrando a Palavra de Deus e Educação física,  entre outras atividades educacionais , sociais e espiritual àquelas crianças, o Mis Lopes e Mis Elisete trabalham nos lares das famílias ali residentes levando o amor, carinho e esperança  firmados na Sagrada Palavra de Deus. 


Observando a Missão de crescer e o desafio de multiplicar, este casal de missionário também vem procurando ampliar estes desafios junto à ABANOC - Associação Batista Noroeste da  Capital sempre  afirmando e desafiando a todos durante os seus treianmentos e palestras, dizendo: nosso objetivo aqui como Misisonários da JMN é  Somar Esforços, Multiplicar Realizações (Igrejas), Conquistar Amizades e Subtrair Dificuldades, levando a evangelho e  plantando igrejas por onde passarmos. "Perseverando na doutrina, na comunhão e no partir  do pão e nas orações" Atos 2:42


Que Deus nos abençoe sempre e ilumine constantemente o nosso caminho na jornada de cumprir a Missão que Ele mesmo nos concedeu.  "Porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido" Atos 4.20




INERRÂNCIA DA BÍBLIA


CAVILADORES

Trouxeram-me um dia um homem para conversar comigo e quando lhe perguntei por que não era crente, respondeu-me logo: "A Bíblia está cheia de contradições." Pedi-lhe imediatamente que me mostrasse uma. "Oh", disse ele, "está cheia delas" "Se está cheia delas", respondi-lhe, "poderá facilmente apontar-me uma." "Bem, existe uma nos Salmos." "Mostre-me." Ele começou a procurar os Salmos no fim do Novo Testamento! Eu lhe disse: "Não está procurando direito; deixe-me procurar o livro dos Salmos." Depois que o achei, ele começou a folhear, a folhear, sem encontrar aquilo que desejava. Afinal, disse: "Poderia achar se tivesse aqui a minha Bíblia." "Bem", disse-lhe eu, "promete trazer a sua Bíblia esta noite?" Ele prometeu vir e encontrar-se comigo em certo lugar da casa de culto. A hora chegou e passou, mas o homem da dificuldade não apareceu! Alguns meses mais tarde, em uma outra série de reuniões, na mesma igreja, alguém veio dizer-me: "Está aqui um senhor que se diz cético, e que deseja falar-lhe." Olhei para ele e reconheci logo o mesmo homem de quem falei. "Oh! o senhor é aquele mesmo que uma vez aqui me pregou uma peça." Muito confuso, confessou que era ele mesmo; mas ainda estava com o mesmo jogo de dizer que a Bíblia está cheia de contradições. Pode-se dizer com certeza que, ao menos, de cada dez pessoas que dizem isso, nove não sabem coisa alguma acerca da Bíblia, pois logo que lhes pedimos que nos mostrem a contradição, ficam totalmente confundidas.
– R.A. Torrey.
=====
do livro "Mil Ilustrações Selecionadas", Dr. D. Peixoto da Silva, Casa Publicadora Batista, Rio de Janeiro, 1966 - Publicada pelo Pastor Márcio Barroso dos Santos Trindade