Google+ Badge

domingo, 27 de outubro de 2013

UMA ESCOLA PARA POUCOS....




Segundo Carl Roger Comentando a a Educação do século XVII,  notamos que: A marginalização dos pobres, em benefício dos privilégios concedidos aos nobres, ao clero e aos burgueses ricos, era considerada algo natural na época. O próprio Cardeal de Richelieu, primeiro ministro de Luís XIII, considerava que, embora necessário numa República, o conhecimento das letras não deveria ser acessível a todos: "Assim como um corpo que tivesse olhos em todas as suas partes seria monstruosos, da mesma forma um Estado o Seria, se todos os seus súditos fossem sábios; ver-se-ia aí tão pouca obediência, quanto o orgulho e a presunção seriam comuns". ( História da Educação no Século XVII. são Paulo, EPU,1981.p.18).
Pergunto: E a Escola é hoje diferente daquela época? Será que o governo não continua promovendo escola para poucos....?