Google+ Badge

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

CONHECENDO O REPASSE DOS ESTADOS BRASILEIROS

Hoje acordei com uma sede de buscar algumas informações, e ao abrir minha caixa de emails encontrei esta  informação de Carlos da Silva, e com isso colabora com todos os amigos do  blog e leitores deste

REPASSANDO ESTE IMPORTANTE ASSUNTO ***/$ 
 
 


Estados Brasileiros que sustentam os demais Estados !!!

VOCÊ JÁ TINHA OUVIDO FALAR SOBRE ISSO?  MAS SABER QUE ERA  ASSIM... NÃO !
VEJAM :
Quanto cada estado paga e quanto recebe de volta do governo federal.

Quanto PAGA ao governo federal
Quanto RECEBEdo governo federal
Resultado final
Acre
244.750.128,94
2.656.845.240,92
2.412.095.111,98
Amazonas
6.283.046.181,11
3.918.321.477,20
2.364.724.703,91
Amapá
225.847.873,82
2.061.977.040,18
1.836.129.166,36
Pará
2.544.116.965,09
9.101.282.246,80
6.557.165.281,71
Rondônia
686.396.463,36
2.488.438.619,93
1.802.042.156,57
Roraima
200.919.261,72
1.822.752.349,69
1.621.833.087,97
Tocantins
482.297.969,89
3.687.285.166,85
3.204.987.196,96
Alagoas
937.683.021,32
5.034.000.986,56
4.096.317.965,24
Bahia
9.830.083.697,06
17.275.802.516,78
7.445.718.819,72
Ceará
4.845.815.126,84
10.819.258.581,80
5.973.443.454,96
Maranhão
1.886.861.994,84
9.831.790.540,24
7.944.928.545,40
Paraíba
1.353.784.216,43
5.993.161.190,25
4.639.376.973,82
Pernambuco
7.228.568.170,86
11.035.453.757,64
3.806.885.586,78
Piauí­
843.698.017,31
5.346.494.154,99
4.502.796.137,68
Rio Grande do Norte
1.423.354.052,68
5.094.159.612,85
3.670.805.560,17
Sergipe
1.025.382.562,89
3.884.995.979,60
2.859.613.416,71
Goiás
5.397.629.534,72
5.574.250.551,47
176.621.016,75
Mato Grosso
2.080.530.300,55
3.864.040.162,26
1.783.509.861,71
Mato Grosso do Sul
1.540.859.248,86
2.804.306.811,00
1.263.447.562,14
Espí­rito Santo
8.054.204.123,9
3.639.995.935,80
4.414.208.188,1
Minas Gerais
26.555.017.384,87
17.075.765.819,42
9.479.251.565,45
Rio de Janeiro
101.964.282.067,55
16.005.043.354,79
85.959.238.712,76
São Paulo
204.151.379.293,05
22.737.265.406,96
181.414.113.886,09
Paraná
21.686.569.501,93
9.219.952.959,85
12.466.616.542,08
Rio Grande do Sul
21.978.881.644,52
9.199.070.108,62
12.779.811.535,9
Santa Catarina
13.479.633.690,29
5.239.089.364,89
8.240.544.325,4

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Pr.José Lopes: MISSIONAR - Esperança para as Nações

Pr.José Lopes: MISSIONAR - Esperança para as Nações

MISSIONAR - Esperança para as Nações

No campo Missionário recebemos diversas literaturas, e neste final de ano a PIB  Curitiba nos abençoou mais uma vez com algumas coisas, e entre elas a  REVISTA PIB/ESPECIAL MISSÕES, onde que na página 03 encontramos a mensagem do Pr. Antonio Lopes  a qual tomei a liberdade de fazer algumas  adaptações e publicá-la aqui neste blog, pois sei que nem todos  têm acesso a referida revista, mas serão abençoados aqui.
boa leitura.

"mas recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e  até aos confins da terra" Atos 1:8.
esta é a ordem de Jesus, a visão para o cumprimento da missão e  a capacitação com o Poder do Espírito Santo para que a Igreja, ao missionar, seja a Esperança para as Nações.

Jesus revela também que a missão deve começar ao mesmo tem em Jerusalém, na Judéia,  Samaria e aos confins da Terra.

Jerusalém era a grande cidade onde os discípulos receberam a missão de Jesus e ali deveriam iniciar o trabalho missionário.

São Paulo é a nossa Jerusalém, onde vivemos e nos congregamos como Igreja do Senhor Jesus, tendo como propósito no Poder do Espírito Santo fazer Jesus conhecido aqui e nas nações.

O Estado de São Paulo é a nossa Judéia, tem um povo destemido, desbravador com vocação desenvolvimentista.  Podemos afirmar sem dúvida que é a primeira economia do Brasil. um povo que precisa ter um relacionamento de  amor com Deus, por isso, devemos testemunhar de Jesus. A nossa Frente Missionária em  Icém olha com esperança para esta cidade e, com coragem, anuncia o evangelho de Cristo em  todas as regiões.

O Brasil é a nossa Samaria, um país gigante não apenas pela sua natureza, mas, por seu povo ser uma das maiores nações  do mundo. devemos anunciar a Palavra de Deus, testemunhar de Cristo através da ação missionária da Igreja. a Nossa Igreja Mãe PIB em Jandira tem realizado esta missão; para que o Brasil não seja apenas uma grande nação, mas um país cujo povo é feliz. "Como é feliz a nação que tem o Senhor como Deus" Sl 33:12

Confis da Terra é o mundo, as  áreas mais distantes de nós, aonde Deus espera que sejamos testemunhas do evangelho de Cristo em todas as nações, até aos confins da terra. a visão de Deus é que os Reino Dele seja estabelecido em todas as tribos, línguas e nações. "Anunciem a sua glória entre as nações, seus feitos maravilhosos entre todos os povos" Sl. 96:3

Portanto, devemos missionar até aos confins da terra. A Missão Batista em  Icém/SP e Paulo de Faria/SP tem feito todo possível para levar a mensagem de esperança; anunciar que Jesus é a esperança para as nações.

Deixo aqui um convite a você irmão e igreja que tomar conhecimento desta mensagem, um desafio para conhecer um pouco do trabalho missionário realizado aqui em nossas duas frentes missionárias Icém e Paulo de Faria, no Brasil e nos confins da terra.

E o nosso muito obrigado por suas intercessões em favor de seus missionários

Pr. Lopes e Elisete

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

COMPORTAMENTO

COMPORTAMENTO

  • Texto:
publicado em 28/12/2010 às 04h50. 

Traições virtuais, consequências reais

Mensagens de internet ou celular que revelem envolvimento amoroso justificam pedido de separação judicial

Por Elliana Garcia -  Fonte: Folha Universal
eliana.garcia@arcauniversal.com

A tecnologia facilita a vida, mas também tem trazido complicações e literalmente dores de cabeça para algumas pessoas. Se por um lado aproxima quem está solitário, por outro pode ser o pivô de separações.
Para quem é casado e se utiliza do anonimato das redes sociais para flertar ou se envolver com alguém achando que não corre riscos, está enganado.
A troca de mensagens virtuais que revelem envolvimento amoroso evidencia a quebra do dever de fidelidade e justifica o pedido de separação judicial.
“A fidelidade remete à lealdade de um dos cônjuges para com o outro e o descumprimento deste dever ocorre de duas formas: por meio da conjunção carnal de um dos cônjuges com um terceiro (adultério), ou de atos que não revelem, à primeira vista, a existência de contato físico, mas que demonstrem a intenção de um comprometimento amoroso fora da sociedade conjugal (quase-adultério). O simples descumprimento do dever de fidelidade, seja pelo adultério ou pelo quase-adultério, é suficiente para embasar um pedido de separação judicial litigiosa”, diz a advogada paranaense Juliana Marcondes Vianna. 
Como comprovar
A infidelidade virtual pode ser comprovada, segundo Juliana, pelas cópias de e-mails e mensagens em sites de relacionamento que estejam gravadas e disponíveis em um computador que seja de uso comum da família e que não exija senha de uso pessoal para o acesso às informações. “Se o computador é de uso pessoal de um dos cônjuges e se para acessar as mensagens se faz necessária a inserção de senha, é preciso que o outro cônjuge autorize o acesso, sob pena de configurar ofensa à garantia constitucional da intimidade e vida privada e a prova ser invalidada. Seguindo estas regulamentações, a apresentação desse material em Juízo é legal e válida”, completa a especialista.  
Consequências
Se trocar mensagens carinhosas com alguém virtualmente aparentemente não causam nenhum dano, as consequências são reais sim.
“Os Art. 1578 e 1704 do Código Civil estabelecem que o cônjuge traidor pode perder o direito de utilizar o sobrenome do outro e, se for preciso, pagar pensão alimentícia apenas em valor indispensável para sobrevivência, caso o outro não tenha aptidão para o trabalho e nem parentes em condições de auxiliá-lo”, salienta a advogada.
Em alguns casos onde a infidelidade se tornou motivo de aniquilação da honra do cônjuge ofendido, que implique para ele em dificuldades e abalos psíquicos consideráveis, será possível a reparação pelo dano moral sofrido.
“O cônjuge traidor não será declarado culpado pelo fim do casamento e nem sofrerá sanções específicas na separação por seu comportamento. No entanto, isto não quer dizer que quem sofre com a traição deva amargurá-la para sempre. Se o dano sofrido foi substancial, sua reparação, no âmbito da responsabilidade civil, pode ser avaliada”, finaliza Juliana Marcondes Vianna. 
Dor real
A publicitária Ana Flávia, de 27 anos, que prefere não ter o sobrenome revelado, sabe muito bem a dor que uma traição virtual pode deixar. “As sequelas ficam para sempre”, diz. Fisicamente bonita, ela jamais imaginou que o marido fosse procurar outra pessoa na internet.
“Aos poucos, ele parou de sair de casa, ficava muito tempo na internet, mas jamais imaginei que ele estivesse me traindo”, relata. Por trabalhar bastante, só aos poucos ela começou a perceber que havia algo errado.
“Quando ele parou de sair comigo para ficar mais tempo no computador comecei a prestar mais atenção”. Desconfiada, vasculhou o computador de casa em busca de provas e encontrou emails direcionados a uma mulher.
“Foi um choque, uma dor terrível. Ler os elogios que ele direcionava à amante virtual me causou muita dor.” Ela copiou e imprimiu todos os emails e munida de coragem foi conversar com o marido que se esquivou dizendo que a moça era uma amiga. Ao mostrar as provas, ele confirmou, pediu perdão e eles tentaram continuar o casamento.
“Ficamos mais cinco meses juntos, mas não deu. Fiquei insegura. Se ele agradecia a moça da padaria por exemplo, eu já ficava alerta, pois imaginava que se ele havia me traído com uma pessoa na internet, imagina as que via pessoalmente.”
Há um ano, Flávia colocou um ponto final no casamento e diz que está se recuperando, mas acredita que a dor de uma traição virtual, seja tão forte ou até mais do que a real.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Uma Nova Educação

"A prática da pesquisa é necessária ao professor para que ensine eficazmente; ao aluno, que dela necessita para aprender de modo significativo; à comunidade, que dela carece para poder dispor de fatores  que levem-na ao conhecimento; e à universidade, para ser mediadora da educação". Essa afirmação é de Antonio Joaquim Severino, professor de Filosofia da Educação. cujos escritos debatemos muito no curso de Pedagogia quando ainda era estudante, tendo em vista  o que contribui para o desenvolvimento profissional e pessoal do ser humano é a experiência plena do conhecimento, mediada pela prática da pesquisa. Daí a importância da presença dessa atividade nos processos de ensino e aprendizagem. a aquisição dos procedimentos de construção do conhecimento é requisito para vivenciá-lo plenamente e também para exercitar a subjetividade, condição válida para toda modalidade de formação humana. O conhecimento é a única ferramenta de que a espécie humana dispõe para  conduzir sua existência. (Oséias 4:6).

No que concerne à realidade educacional brasileira, sem dúvida, nossa tradição de ensino/aprendizagem é herdeira da pedagogia escolástica, aqui trazida e plantada pela educação jesuítica e mal superada pela influencia tardia do positivismo. Por isso, a pedagogia por nós exercida reivindica uma profunda revolução que vincule os processos de ensino/aprendizagem a uma sistemática postura investigativa. a pesquisa necessita ainda se tornar um princípio pedagógico para valer.

A atividade de ensinar é diferente da de pesquisar. Esse é o grande desafio, até porque essa aliança é imprescindível se quisermos ter uma aprendizagem significativa. Nunca se pode perder de vista que aprendemos com a prática, desenvolvendo atividades concretas. Nesse sentido, o professor deve ensinar mediante atividades investigativas, por mais teórica que seja sua disciplina. ele deve envolver o aluno nos processos de produção do conhecimento, e não abarrotá-lo de produtos armazenados.

Os procedimentos relacionados a uma postura investigativa no ambiente educativo, no contexto da aprendizagem, exigem condições muito objetivas, que representam efetivo apoio para os docentes, pois, na ausência delas, só se pode mesmo simular no vazio.

E o nosso sistema Educativo, caudatário de políticas sociais ainda muito míopes ou ineptas, não disponibilizam essas condições. a eficácia da intervenção pedagógica não depende do carisma dos docentes, nem de seu idealismo e dedicação. ela exige condições e mediações adequadas. Os materiais de apoio são um bom exemplo, e devem ser colocados pelo sistema ao alcance dos profissionais da docência.

Sabemos que há um impacto na sociedade que não prima pela pesquisa, e o impacto é o inevitável atraso, material e espiritual, dessa sociedade. A sociedade que não produzir conhecimento ficará sempre a reboque daquelas que o produzem, respondendo pelas tarefas secudárias, de cunho repetitivo, sem capacidade de agregar valor à sua produção. Isso lembra o seguinte fato exemplar que vem ocorrendo: o Brasil é atualmente o maior fabricante de celulares, mas apenas de suas carcaças, já que s chips, agregativos de conhecimento novo e inovador resultante de tecnologia avançada, vêm lacrados do exterior, produzidos em outras sociedades que constroem o conhecimento.

Nesse caso então o estudante brasileiro se vê mais como um consumidor dos resultados do que um membro participante de sua realização. Mas cabe insistir: isso não é má vontade  do aluno, e sim um defeito do Sistema Pedagógico como tal. Para reverter o quadro, é preciso uma tomada de decisão que envolva todo o conjunto desse sistema.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

OS CAMINHOS PARA UMA PROGRAMAÇÃO DE QUALIDADE


Os caminhos para uma programação de qualidade nas TVs públicas estão sendo discutidos no Recife, a partir de hoje, no Encontro de TVs Públicas e Culturais da América Latina. Realizado pela rede de comunicação cooperativa TAL - Televisão América Latina -, o evento contará com mais de cem convidados internacionais. A TAL é uma rede de intercâmbio com mais de 200 associados, entre os quais emissoras de TV públicas, instituições culturais e governamentais e produtores independentes distribuídos em 21 países latino-americanos e ibéricos. 

O colombiano Omar Rincón debaterá programação de qualidade na TV Foto: TAL/Divulgacao
Em Pernambuco, apenas a TV Pernambuco é associada à TAL. Entre os seus objetivos está a aproximação entre os povos latino-americanos, através da dinamização da produção, a difusão de conteúdos e a melhora da qualidade da televisão pública e cultural latino-americana. O evento ocorre no Recife Palace e hoje, às 11h, logo após a abertura, haverá o debate sobre Programação de Qualidade na televisão. 

A discussão reunirá o gerente da SescTV, Valter Sales, o jornalista e acadêmico Omar Rincón (Colômbia), a cofundadora e diretora do Instituto Escocês do Documentário Noémie Mendelle (Escócia) e o produtor da emissora italiana RAI, Markus Nikel, com mediação de Orlando Senna, presidente da TAL e ex-secretário do audiovisual do Ministério da Cultura. 

À noite, também no Recife Palace, haverá o lançamento do portal Observatório da Economia Criativa, ação da Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura. Na terça-feira pela manhã, a mesa redonda Financiamento de Produção para TV Pública e Mídias Alternativas, atrairá produtores independentes locais. Este evento encerra a programação aberta ao público inscrito, pois depois tem início as atividades exclusivas aos canais de TV associados à TAL. Além dos debates e seminários, o Encontro abrigará também uma mostra de documentários Os Latino-Americanos, que passará no Cinema da Fundação. Cada documentário, com cerca de 50 minutos, investiga a identidade de uma nação através do olhar particular de um jovem diretor em seu país. 

Já foram produzidos dez episódios, que serão exibidos de hoje a sexta, no Cinema da Fundação, no Derby, sempre a partir das 19h30. Hoje, passarão os filmes Os uruguaios e Os colombianos. Na terça, Os paraguaios e Os bolivianos. Na quinta-feira, a exibição será antecedida por uma palestra do cineasta e presidente da TAL, Orlando Senna, sobre o documentário na TV latino-americana. O filme Os brasileiros ainda está sendo finalizado. Entrada aberta ao público. 

Não há construção que se erga sem que o suor do pedreiro esteja misturado à argamassa.
Posted: 07 Dec 2010 03:04 PM PST
01/12/2010 - 13h14

Ministro da Cultura anuncia contemplados com a Ordem do Mérito Cultural


O ministro da Cultura, Juca Ferreira, divulgou na manhã desta quarta-feira, no Rio, os contemplados com a insígnia da Ordem do Mérito Cultural deste ano. A homenagem é concedida pelo Governo Federal a personalidades que contribuíram para o país na área da cultura, e está em sua 16ª edição.

O homenageado deste ano é o antropólogo Darcy Ribeiro, tema de uma série de eventos que estão sendo realizados no Rio.
A cerimônia de entrega da insígnia acontecerá nesta quinta-feira, no Theatro Muncial do Rio, e vai contar com a presença do presidente Lula.
Entre os 40 homenageados, 8 são in memoriam. Abaixo, a lista completa:
Andrea Tonacci
Anna Bella Geiger
Mestre Alberto da Paz
Azelene Inácio Kaingáng
Candido Antonio Mendes de Almeida
Carlota Albuquerque
Cesaria Evora
Conjunto Época de Ouro
Coral das Lavadeiras
Demônios da Garoa
Denise Stoklos
Dom Pedro Casaldáliga Pia
João Carlos de Souza-Gomes
Escuela Internacional de Cine y Television de San Antonio de los Baños (EICTV)
Gal Costa
Glória Pires
Companhia de Danças Folclóricas Aruanda
Hermeto Pascoal
Ilo Krugli
Ismael Ivo
Ítalo Rossi
Jaguar
Joênia Wapixana
Leon Cakoff
Leonardo Boff
Maracatu Estrela Brilhante de Igarassú
Mário Gruber Correia
Maureen Bisilliat
Maurício Segall
Rogério Duarte
Sociedade Cultural Orfeica Lira Ceciliana
Tinoco
In Memoriam
Armando Nogueira
Carlos Drummond de Andrade
Cazuza
João Cabral de Melo Neto
Joaquim Aurélio Nabuco de Araújo
Moacir Werneck de Castro
Nelson Rodrigues
Vinicius de Moraes

Fonte - Folha.com
Não há construção que se erga sem que o suor do pedreiro esteja misturado à argamassa.